Bolsonaro ganha prêmio na França nas categorias Racista e Misógino do Ano de 2018

14 de Dezembro de 2018 by Milton Figueiredo
Política
Bolsonaro ganha prêmio na França nas categorias Racista e Misógino do Ano de 2018

Promovido pela primeira vez pela France Télévisions no dia 30 de novembro, o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, venceu duas categorias nos prêmios “Les cons d'or”, o que poderia ser traduzido para “Os contras do Ouro”.

Jair Bolsonaro, mais uma vez, nos passa uma vergonha internacional em um dos países mais desenvolvidos do mundo disputando, inclusive, com o presidente americano Donald Trump, outro que não aguenta ver uma vergonha que corre para passar.

O presidente eleito que assume no dia 1º de janeiro (e eu custo acreditar ainda que isso é verdade!) venceu nas categorias concorreu e ganhou nas categorias “Racista do Ano” e “Misógino do Ano” de 2018.

Durante o anúncio de cada categoria, vários discursos de cada candidato ao prêmio eram exibidos.

Como bem lembrou o site Põe na Roda, vale lembrar que o adversário político de Bolsonaro, Fernando Haddad (PT), também já foi premiado internacionalmente. Mas olha que ironia do destino, não foi como misógino ou racista! O petista venceu pelo Plano Diretor da Prefeitura de São Paulo – desenvolvido em sua gestão (2013-2016).  O projeto urbanístico implantado em São Paulo foi premiado pela ONU. A ONU!!!!!

O Põe na Roda ainda recordou que Haddad também já ganhou o Prêmio Mayors Challenge 2016, que reconhece iniciativas de prefeituras do mundo que promovem desenvolvimento sustentável. O valor de U$ 5 milhões do prêmio conquistado por implementar um projeto de agricultura local nas periferias de São Paulo, atendendo mais de 40 mil pessoas.

Feliz 2019 de muita vergonha internacional para nós, especialmente aqueles que não o ajudaram a se eleger! Falta muito pra Jesus descer do pé de goiaba?

Ah, antes que eu me esqueça, alguém já ensinou pra futura primeira-dama o que é misoginia, né?

Assista ao vídeo da vitória de Bolsonaro: